A necessária paixão além da razão

Falar sobre as desavenças dos “quatro” poderes não vai agregar ou inserir nada ao nosso contexto. Melhor continuar lendo Dante e sua sempre atual Divina Comédia dos anos 1200. Talvez, nossa chama continue ardendo em função das atividades, ocupações e profissões que escolhemos, em particular, em nossa área elétrica. Desafios diários que nos são colocados pelas complexas infraestruturas que somos chamados a projetar, instalar, operar e manter.

Não fosse isso, nos juntaríamos a outros tantos, “incendiando” de forma figurada e também de forma prática a sociedade e as cidades que nos acolhem. Sem estar alheios aos movimentos sociais, econômicos e políticos que ocorrem à nossa volta, temos o privilégio de estar sempre descobrindo algo neste nosso fantástico mundo da eletricidade. Um paralelo muito desafiador, trilhado por alguns importantes personagens como Benjamin Franklin.

E quais seriam os novos cenários que tornariam nossas atividades, nossos projetos, tarefas técnicas e profissionais mais produtivas? Certamente, cada um de nós tem uma lista, mas qual o começo? Não dá para começar nada sem uma educação fundamental e média de excelência, sem que sejam fundamentadas na apresentação de conteúdo atualizado com cobranças sistemáticas do desempenho dos jovens. Cobrança de desempenho parece ser a chave do desenvolvimento sustentável. Investir sim, mas na proporção do desempenho. Se o ensino superior seguir na busca pelo desempenho e superação, faltará a integração entre a academia e o desenvolvimento industrial, fechando uma via de mão dupla necessária e quase nunca praticada.

Não fossem os projetos de P&D compulsórios, estaríamos bem piores do que estamos. Falta ainda a especialização dos profissionais que chegam ao mercado de trabalho sem sustentação prática nem teórica, imaginando que o bom senso os fará. “- Nem sempre, meninos”; estudem e se especializem em suas áreas profissionais; corremos sérios riscos se não mudarmos esta direção, se nada for feito por nós próprios. Temos a sorte de lidar com um assunto apaixonante que nos dará um prazer enorme em decifrá-lo. As informações e oportunidades estão todas disponíveis. Já dizia Dante em sua época que: “No inferno, os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade em tempo de crise.”

Atualizado em 31 de agosto de 2021 por Maria Elisa Vaiser

Fazer um comentário

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico