Artigos técnicos

18 jul: Acessórios para cabos Loadbreak

O mercado brasileiro de redes de distribuição de energia elétrica está exigindo muitas adaptações necessárias para atender à grande demanda de consumo de energia do país. Essas atualizações são importantes também sob o ponto de vista tecnológico, tendo em vista as novidades que surgem a todo momento no setor.   Um assunto que tem sido bastante comentado, especialmente pelas concessionárias de energia, diz respeito aos acessórios para cabos Loadbreak (operação com carga). Em um passado não muito distante, os acessórios…

18 jul: A natureza da corrente de curto-circuito trifásica Parte 1/2

Introdução  O objetivo deste artigo é fornecer elementos para um melhor entendimento da natureza da corrente de curto-circuito trifásica. A corrente de curto-circuito trifásica é utilizada para determinar os esforços térmicos e dinâmicos que os equipamentos do sistema elétrico devem suportar na avaliação da capacidade de abertura e fechamento de disjuntores e dispositivos que secionam o curto-circuito, na operação de relés, dimensionamento e análise de saturação de transformadores de corrente, no cálculo dos efeitos do arco elétrico, na análise de…

18 jun: Você está preparado para atender às expectativas do cliente?

As organizações de serviços em campo estão sempre pensando em melhorar as expectativas de seus clientes. Os principais impulsionadores dessa evolução incluem mobilidade, novos padrões de serviço estabelecidos por empresas como Uber e Amazon, e outras que cada vez mais medem suas operações por meio de pesquisas de satisfação do cliente, processos aprimorados, softwares mais inteligentes e cloud computing. Desta forma, muitas organizações de serviços em campo conseguiram transformar a maneira como enxergam e fornecem seus serviços. No entanto, esse…

18 jun: Normas auxiliares

Para a adequada utilização da ABNT NBR 5419:2015, precisamos coletar várias informações que não estão presentes nesta norma, mas podem ser obtidas em outras. Este artigo apresenta algumas informações importantes presentes em outras normas, desde os parâmetros de entrada para o gerenciamento de risco conforme a parte 2 da ABNT NBR 5419:2015 até o desenvolvimento de projetos de Sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA). ABNT NBR 14432:2001 – Exigências de resistência ao fogo de elementos construtivos de edificações –…

18 jun: Sistemas de geração fotovoltaica, inversores inteligentes e impactos para a qualidade de energia elétrica

Uma questão técnica que se aparenta relevante em sistemas de geração fotovoltaica (vide Figura 1) é a sua operação clássica com fator de potência fixo unitário, para maximizar injeção de energia ativa e, portanto, maximizar a receita econômica destes sistemas. Todavia, isso pode gerar elevações de tensão na rede de distribuição, com impactos na Qualidade da Energia Elétrica (QEE), transferindo à concessionária e usuários finais o que deveria ser estabelecido como responsabilidade do prosumer (não impactar no sistema onde se…

18 jun: Considerações para a utilização de centelhadores como DPSs tipo I ou I +II

Dispositivos de proteção contra surtos A utilização de Dispositivos de Proteção contra Surtos (DPS) para a proteção das instalações elétricas e seus equipamentos eletroeletrônicos já é parte da realidade dos nossos engenheiros eletricistas e técnicos em eletricidade. Como, onde e porque instalar os DPSs constam das normas técnicas ABNT NBR 5410:2004/2008 – Instalações elétricas de baixa tensão, e ABNT NBR 5419:2015 – Proteção contra descargas atmosféricas. Os dispositivos de proteção contra surtos em si estão normalizados na norma técnica ABNT…

18 jun: Instalações em redes subterrâneas

Melhores práticas na gestão da manutenção de cabos isolados de média tensão Redes subterrâneas no Brasil A construção de redes elétricas em média tensão utilizando cabos isolados, de forma aérea ou subterrânea, no Brasil, teve início no segmento de distribuição de energia elétrica há aproximadamente 100 anos. Especialmente no segmento de distribuição subterrânea, os cabos isolados tiveram maior destaque, tendo em vista a maior criticidade desta operação em relação à rede aérea, pois qualquer falha nessa instalação apresenta maior complexidade…

10 maio: Smart Grid, Smart City, IIoT – O que há por trás desses nomes?

Desde 2007, o termo Smart Grid previu a promessa de uma rede elétrica flexível, resiliente, eficiente e altamente segura e que permitisse a otimização em tempo real das operações e exploração de recursos da rede. Caracterizado pela implantação de muitos milhares de dispositivos de controle, sensores e medidores interativos e inteligentes, o Smart Grid pretendia não apenas garantir a interação correta entre todos estes elementos, mas também proporcionar uma expressiva melhora da rede em termos de eficiência, confiabilidade e liberdade…

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico