Artigos técnicos

17 dez: Análise da qualidade dos materiais utilizados em sistemas de aterramento de linhas de transmissão, com úteis aplicações dos condutores bimetálicos – Parte 2

por Galeno Lemos Gomes* 1- Introdução No  Setor  Elétrico  Brasileiro,  a  indisponibilidade  de  linhas  de transmissão de 230kV por falhas transitórias, principalmente causadas por descargas atmosféricas (cerca de 70% considerando religamentos e cerca de  30%  com  desligamentos  permanentes),  são extremamente  indesejáveis.  Além  de  gerar  altos  prejuízos  aos  consumidores,  também  possibilitam  a  incidência  de   multas e cobranças para as empresas do setor de transmissão de energia elétrica, quando ultrapassado o limite  máximo  de  desligamentos por 100 quilômetros por ano de cada…

17 dez: Matrizes energéticas e emissões

por Edval Delbone e Silverio Penin Y Santos* Análises sobre o aumento da temperatura da Terra e suas consequências são efetuadas com grande frequência e são repletas de dados científicos verossímeis. As causas antropogênicas são universalmente aceitas. Os céticos já escasseiam. Qual o limite que se deve estabelecer na elevação da temperatura até o ano 2100: 1º?1,5ºC? Na COP-21- Conferência das Partes, em dezembro de 2015, em Paris, estabeleceu-se o limite 1,5ºC. Em COPs recentes, importantes vozes defendem redução para…

17 dez: Uso de telhas feitas com ligas metálicas como sistema de captores naturais – Parte 1

Por Dr. Hélio Eiji Sueta* As coberturas metálicas podem ser utilizadas como parte integrante do subsistema de captores de um sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA). Para isto, devem obedecer aos requisitos descritos na ABNT NBR 5419-3: 2015, principalmente os descritos na Tabela 3, que fornece as espessuras mínimas de chapas metálicas em sistemas de captação. Como a tabela da norma relaciona apenas as espessuras para chumbo, aço (inoxidável, galvanizado), titânio, cobre, alumínio e zinco, no caso de telhas…

22 nov: Considerações sobre Ocorrências de Faltas Simultâneas em Sistemas Elétricos (Cross-Country Faults)

por Éverson Júnior de Mendonça e Nelson Clodoaldo de Jesus* Diferentemente da maioria dos sistemas elétricos de distribuição que são utilizados por concessionários de energia elétrica no Brasil, os  quais  geralmente adotam a configuração com  neutro  do  tipo solidamente  aterrado, em sistemas elétricos industriais ou aqueles empregados  em sistemas de geração de energias renováveis, normalmente com tensões de fornecimento em 13,8kV, ou, mais recentemente, com  tensões  de  operação em  34,5kV,  a  filosofia  de  aterramento tem como  premissa  a  limitação  das…

22 nov: A proteção contra descargas atmosféricas em áreas explosivas

por José Barbosa* A descarga atmosférica pode causar muitas perdas por sua capacidade de gerar centelhamento, que poderá resultar em incêndio e explosão. É relativamente comum a ocorrência de incêndio quando uma descarga atmosférica atinge diretamente uma estrutura ou uma linha metálica. Esses incêndios podem causar perdas, inclusive, de vida humana, mas se pode evitar com a atuação de um sistema de combate a incêndio adequado. Mas, quando nossa estrutura é composta  por  uma área explosiva, classificada, não temos a…

22 nov: Análise da qualidade dos materiais utilizados em sistemas de aterramento de linhas de transmissão, com úteis aplicações dos condutores bimetálicos

por Galeno Lemos Gomes 1-Introdução No Setor Elétrico Brasileiro, a indisponibilidade de linhas de transmissão de 230kV por falhas transitórias, principalmente causadas por descargas atmosféricas (cerca de 70% considerando religamentos e cerca de 30% com desligamentos permanentes), é extremamente indesejável. Além de gerar altos prejuízos aos consumidores, também possibilita a incidência de multas e cobranças para as empresas do setor de transmissão de energia elétrica, quando ultrapassado o limite máximo de desligamentos por 100 quilômetros por ano de cada uma…

22 nov: Os desafios de um mercado de eletricidade renovável, sustentável e inteligente

por Benedito Donizeti Bonatto* Até onde  o autor sabe, não existe um modelo econômico de mercado abrangente e capaz de lidar com todas as complexidades de se migrar para um ambiente de energias renováveis e redes elétricas inteligentes (Smart Grids) [1]-[12]. A experiência acumulada baseada  em  simulações, em  projetos- piloto,  em  experiências práticas, revela alguns cenários publicados ou projetos implementados muito bem-sucedidos, mas outros,  com  profundos  impactos  negativos na sociedade, nem sempre são devidamente medidos ou sequer mencionados. Além disso,…

22 nov: PDA e os síndicos

por Normando V. B. Alves* Os síndicos dos condomínios respondem legalmente por qualquer evento  que  ocorra  dentro  dos limites da  edificação,  assim  como   se  fosse um gerente de um estabelecimento comercial. Sei que    alguns deles nem recebem remuneração por essa atividade, mas  isso  em   nada reduz sua responsabilidade perante o poder público. Normalmente, os síndicos são assessorados por  comissões de  obras ou    manutenção    que    visam    aliviar a  carga  e  distribuir   as  tarefas  para que o empreendimento funcione corretamente. É…

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico