Artigos técnicos

04 fev: Aparelhos de ar-condicionado não são assassinos em série – Parte 01/02

Prof. Dr. Paulo Henrique Oliveira Rezende Prof. Dr. Isaque Nogueira Gondim Prof. Dr. José Rubens Macedo Jr.   1.       Introdução   Os aparelhos de ar-condicionado ganharam escala industrial a partir do início do século XX, quando a primeira unidade moderna deste equipamento foi inventada em 1902 por Willis Carrier, em Buffalo, nos Estados Unidos. Atualmente, segundo dados da International Energy Agency [1], estes aparelhos são responsáveis por 10% do consumo global de energia elétrica, com previsão de que este percentual…

04 fev: “Cidade inteligente” e a iluminação

Por Marcia Antonio* As cidades se formam e se transformam através dos séculos buscando, a partir das suas necessidades, se tornarem melhor habitadas, governadas e sustentadas. Uma cidade é um organismo vivo, com personalidade própria, e que desde o princípio teve dentre seus objetivos a organização urbana nas mais diversas áreas da atividade humana. Nesse espaço social, os indivíduos assumem suas características peculiares, mesmo que movidos por objetivos distintos, pois têm na cidade uma significativa forma de representação, produzindo uma…

04 fev: O risco de perda de serviços ao público (R2)

Sergio Roberto Santos* A importância da proteção contra descargas atmosféricas no Brasil é proporcional ao elevado número de raios que atingem o País, cerca de 50 milhões por ano¹, nos posicionando como campeões mundiais nesta área. Por este motivo foi criada esta seção na revista O Setor Elétrico, para que este tema seja discutido em seus diferentes aspectos, técnicos e econômicos, teóricos e práticos. Desde 2015 quando foi publicada a edição atual da Norma ABNT NBR 5419, Proteção contra Descargas…

21 jan: Medições de Resposta em Frequência (FRA) confiáveis e reproduzíveis em transformadores de potência

Resumo A Análise de Varredura da Resposta em Frequência (Sweep Frequency Response Analysis – SFRA) é um método poderoso para avaliar a integridade elétrica e mecânica da parte ativa do Transformador de Potência, que fornece uma alta sensibilidade para diagnosticar possíveis danos após o transporte ou após falhas devido a um evento específico, como um curto-circuito. No entanto, os usuários muitas vezes encontram dificuldades para alcançar uma alta reprodutibilidade, pois é essencial para uma avaliação confiável da condição do ativo….

20 jan: Os desafios de 2018 e as promessas de 2019

por Diretoria da SBQEE Em 2018, a Sociedade Brasileira de Qualidade de Energia Elétrica, SBQEE, entrou na adolescência. Completamos 13 anos, mas podemos dizer que já estamos maduros suficientes para contribuir decisivamente em questões relevantes do cenário energético brasileiro. Muito embora o ano tenha sido de grandes incertezas nos cenários político e econômico, com piora das crises financeira e fiscal do País, especialmente de Estados importantes para a economia nacional, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do…

20 jan: Quais as diferenças entre Nível de Proteção, Classe do SPDA, Nível de Proteção para o qual os DPS foram projetados, Classe dos DPS, Tipos de DPS?

por Hélio Sueta* Estes termos costumam provocar confusões aos usuários da ABNT NBR 5419: 2015. Iniciando pelas definições descritas na Norma, “Nível de Proteção contra Descargas Atmosféricas – NP – (Lightning Protection Level – LPL) é o número associado a um conjunto de parâmetros da corrente elétrica para garantir que os valores especificados em projeto não estão superdimensionados ou subdimensionados quando da ocorrência de uma descarga atmosférica”. Esta definição aparece nas partes 1, 2 e 4 da Norma. Já na…

20 jan: Fusesaver® – Novas características

Apresentamos novo módulo de comunicação incluindo bateria recarregável e novo conjunto de características   O Fusesaver® evoluiu! Além de ser um disjuntor monofásico inteligente compacto e de baixo custo, instalado em série com o fusível ou na substituição do mesmo, agora ele possui o módulo de comunicação com bateria de íons de lítio recarregável para uma melhor performance. Para auto alimentar o Fusesaver® é necessário apenas corrente nominal mínima de 0,15 A. Se a linha não tiver essa corrente mínima,…

21 dez: Eletrodo de aterramento PDA – parte 3

O arranjo B (em anel) a) Este arranjo consiste num anel circundado a edificação com cabo de cobre 50 mm2, afastado de um 1 m da projeção da edificação, a 50 cm de profundidade. b) Para as edificações de nível III e nível IV, este anel circundando a edificação é suficiente conforme figura 3 da parte 3. c) Como vemos na figura 3, o comprimento mínimo para nível III e nível IV é de 5 m, o que é facilmente…

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico