Atlas Renewable Energy e Dow anunciam a assinatura de um PPA de energia solar no Brasil

A Usina Solar Jacarandá, da Atlas Renewable Energy, terá capacidade instalada de 187MWp e fornecerá energia limpa e renovável para a fábrica da Dow em Aratu, na Bahia

Atlas Renewable Energy, empresa líder em energia renovável na América Latina, juntamente com a multinacional americana de ciência dos materiais Dow (NYSE: DOW), anunciou hoje a assinatura de um contrato de energia solar em larga escala no Brasil. O fornecimento de energia limpa será feito por meio da usina solar fotovoltaica Jacarandá, localizada em Juazeiro, no Estado da Bahia. O contrato prevê o fornecimento anual de mais de 440GWh para atender prioritariamente a Dow durante 15 anos, a partir do primeiro semestre de 2021.

A usina solar de Jacarandá terá capacidade instalada de 187MWp e contará com mais de 450 mil módulos. Ela irá gerar energia suficiente para suprir parte considerável das necessidades energéticas da fábrica de Aratu, da Dow.  De acordo com o consumo médio de uma família brasileira, a quantidade de energia gerada seria suficiente para atender a uma cidade de 750 mil habitantes. Além disso, a planta irá evitar a emissão de aproximadamente 35 mil toneladas de CO2 por ano, de acordo com o GHG (Green House Gases) Protocol, metodologia desenvolvida pelo World Resources Institute que segue o método usado ​​pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) e está alinhado ao Global Emissions Inventory (GEI), da Dow. O volume de emissões de CO2 que será evitado pode ser comparado à retirada de circulação de 36,8 mil veículos das ruas de São Paulo.

O contrato para fornecimento de energia renovável contribui para as metas de sustentabilidade da Dow, como parte do compromisso da companhia de utilizar 750 MW de sua demanda de energia a partir de fontes renováveis até 2025. A Dow também anunciou recentemente metas adicionais de redução de carbono, que buscam reduzir suas emissões anuais em 15% no período de 2020 a 2030. Isso representa uma redução de 5 milhões de toneladas de COnos próximos dez anos, em outro passo significativo para alcançar a neutralidade de carbono até 2050. Atualmente, a Dow é referência em energia limpa na indústria química e uma das 25 maiores corporações globais em uso de energia renovável (ranking BNEF), com contratos para energia eólica, solar, hidrelétrica, biomassa e gases provenientes de aterros sanitários.

A usina solar Jacarandá será projetada, construída e operada pela Atlas Renewable Energy, cujo histórico e experiência tem posicionado a empresa como um fornecedor essencial no segmento de energia renovável na América Latina. No mercado brasileiro, a companhia tem expandido sua presença, onde se estabeleceu com mais três usinas no Estado da Bahia e outra planta no Ceará: São Pedro (67 MW),  Sertão  Solar  Barreiras  (117 MW),  Engenheiro Manoel de Andrade, anteriormente conhecido como Juazeiro (167MW), e Sol do Futuro (81 MW).

A usina Jacarandá fará uso da subestação digital da usina solar Engenheiro Manoel de Andrade, uma inovação na indústria solar brasileira introduzida pela Atlas Renewable Energy em 2019. Além disso, o projeto Jacarandá fará uso de módulos bifaciais, tecnologia de ponta em energia solar. Esses painéis solares absorvem a radiação nas faces dianteira e traseira, otimizando a conversão fotoelétrica e aumentando, dessa forma, a eficiência geral da usina.

Como parte do compromisso da Atlas Renewable Energy com o Estado da Bahia, a construção da fábrica de Jacarandá prevê o desenvolvimento de programas para reforçar o bem-estar geral das comunidades locais. O projeto fornecerá treinamento e emprego focado na criação de novas habilidades para a população. Também defenderá a igualdade de gênero implementando o programa: “Fazemos parte da mesma energia”, desenvolvido pela Atlas Renewable Energy. Esse programa se concentra na promoção de práticas inclusivas, capacitando a força de trabalho feminina local por meio de treinamento que irá aprimorar ou criar novas habilidades. Isso permitirá que as mulheres locais tenham acesso a novas oportunidades de emprego no projeto e aprimorem suas habilidades e potencial, integrando-as a empregos mais especializados. Graças a esse programa, a empresa espera contratar de três a quatro vezes mais mulheres do que a força de trabalho feminina normalmente contratada em projetos solares no Brasil. Além disso, a construção da usina Jacarandá deverá empregar 1.200 trabalhadores, pelo menos 70% deles contratados localmente.

“A Dow tem o prazer de fazer parcerias com os principais produtores de energia limpa, como a Atlas Renewable Energy, enquanto trabalhamos para reduzir a intensidade de nossas emissões e apoiar projetos que adicionam maior contribuição renovável e diversidade à rede/matriz”, disse Claudia Schaeffer, diretora global de negócios da Dow para Energia & Mudanças Climáticas. “Além da paixão por um futuro com menos carbono, nossas empresas compartilham o compromisso com as melhores práticas ambientais, sociais e de governança que incentivam o crescimento econômico e o desenvolvimento social para as comunidades onde atuamos.”

Carlos Barrera, CEO da Atlas Renewable Energy, mencionou: “A Atlas tem se posicionado como parceiro estratégico para grandes consumidores na América Latina para atendê-los com energia limpa, ajudando-os a reduzir suas pegadas de carbono e a reduzir custos. Nosso objetivo é criar soluções competitivas de energia limpa para nossos clientes, desenvolvendo e implementando novos projetos de energia renovável de classe mundial e agindo de forma responsável com as comunidades locais. Esperamos continuar apoiando a Dow e outros usuários de energia em todo o Brasil e na América Latina para reduzir sua pegada de carbono e sua conta de luz.”

Luis Pita, diretor geral da Atlas Renewable Energy para o Brasil, enfatizou: “Nosso objetivo é continuar a impulsionar o próspero mercado brasileiro, implementando soluções com novas tecnologias e os mais altos padrões de sustentabilidade em todos os nossos projetos. É uma honra para nós fazer essa parceria com a Dow, líder em seu setor e que se destaca por sua ambiciosa abordagem sustentável em operações e cultura.”  Ele também acrescentou: “Com esse projeto, também estamos implementando o programa ‘Fazemos parte da mesma energia’, centrado na inclusão e na promoção da mão de obra feminina qualificada, por meio do desenvolvimento de programas de treinamento e capacitação durante a construção e a operação da planta. Isso definitivamente ajudará a promover e integrar a força de trabalho feminina na região.”

Luiz Ballester, diretor comercial da Atlas Renewable Energy no Brasil, também comentou: “Assinar um PPA corporativo ou bilateral geralmente é um processo intrincado, detalhado e com muitas variáveis. Nossa experiência no assunto e capacidade financeira têm se mostrado   um grande diferencial para grandes e sofisticados consumidores de energia, como a Dow, ao implementar soluções de energia limpa do desenvolvimento à operação. Nosso conhecimento e capacidade financeira nos permitem fornecer um serviço abrangente – acreditamos na criação de uma solução personalizada e sob medida que possa maximizar efetivamente os objetivos de cada cliente, garantindo previsibilidade e compromisso de longo prazo.”

Atualizado em 20 de setembro de 2021 por Redação

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico