Jobson Modena
jobson-modena-200

A ABNT NBR 5419 permite o uso de chapa metálica como elemento natural no subsistema de captação?

O subsistema de captação de um sistema de proteção conta descargas atmosféricas é responsável pela interceptação da descarga atmosférica. Esse subsistema desempenha um papel fundamental na dinâmica da proteção. Em primeira análise, sempre pensamos na adição de elementos captores como postes, mastros, captores tipo Franklin, malhas de condutores (cabos ou barras), porém, está provado que elementos naturais oferecem melhor desempenho na proteção. Estruturas metálicas existentes na edificação (de suporte, decoração, segurança, como a estrutura metálica das coberturas, telhados, etc.), após…

jobson-modena-200

Quem disse que para-raio atrai o raio?

A ideia de se criar um captor ionizante com a utilização da radioatividade foi concebida originalmente em 1914 pelo físico húngaro J. B. Szillard, colaborador do casal de cientistas Pierre e Marie Curie. Szillard ensaiou um captor Franklin contendo sal de rádio e constatou que quando esse dispositivo era colocado sob campo elétrico intenso, a corrente resultante era consideravelmente maior do que aquela medida utilizando-se um captor em condição convencional. Esse incremento de corrente, que criaria um caminho preferencial de…

jobson-modena-200

Situações a serem consideradas na proteção contra sobretensões impulsivas

A necessidade da proteção contra sobretensões impulsivas deve prever as seguintes situações: 1 – Surtos induzidos ou indiretos: Quando as descargas atmosféricas atingem as linhas de transmissão e distribuição de energia, incidem diretamente em árvores e estruturas no solo. As ondas eletromagnéticas originadas pela corrente elétrica que circula no canal da descarga atmosférica se propagam pelo meio (geralmente o ar) induzindo corrente elétrica nos condutores metálicos que estiverem em seu alcance. Estima-se essa distância da ordem de um a três…

jobson-modena-200

O Franklin morreu?

Segundo informações fornecidas pelo Dr. Hélio Sueta (IEE USP), o método de Franklin teve sua origem baseada na análise de resultados colhidos em experimentos realizados em laboratório. O Dr. Sueta relata que, na década de 1950, cientistas prepararam o piso do laboratório no entorno de um elemento captor vertical e dispararam vários conjuntos de descargas elétricas variando a altura do citado captor a cada conjunto de “mini raios” disparados. Antes de variar a altura da proteção, cada conjunto de pontos…

jobson-modena-200

Tensões superficiais no solo

Uma das consequências físicas quando da incidência de uma descarga atmosférica gerando circulação de corrente elétrica no solo, mesmo daquela que chega a ele através de um elemento condutor (poste, cerca, condutor de descida etc.), é a formação de linhas de tensão na superfície desse solo que seguem até vários metros a partir do ponto de impacto, dependendo das condições de condutividade no local. O fenômeno acontece em função da corrente elétrica do raio que se dispersa no solo a…

A proteção de iluminação de balizamento de aeroportos contra as descargas atmosféricas

Imagine um piloto de aeronave em um pouso noturno, sem comunicação efetiva com a torre de comando e as luzes de balizamento do aeroporto todas apagadas devido a uma descarga atmosférica. Parece filme de horror, mas pode acontecer. As pistas de aterrisagem e decolagem de aeroportos são áreas abertas e bastante suscetíveis às  descargas  atmosféricas. A iluminação  das  pistas,  bem  feita  e em   funcionamento,   é   essencial   para a movimentação das aeronaves nos aeroportos. Além disso, estas pistas são bastante extensas,…

O básico da proteção em aerogeradores

O contínuo desenvolvimento de modernos aerogeradores desenvolvendo equipamentos cuja altura ultrapassa os 100 m aumenta consideravelmente o risco de impacto direto de uma descarga atmosférica. Esse sistema de geração de energia está sendo cada vez mais usado e, em áreas com alta atividade de tempestades, o aumento da sua exposição às descargas atmosféricas é consequente. Um dos efeitos mais contundentes causado pelo impacto direto das descargas atmosféricas, o fogo, é também o que traz maior dificuldade de extinção por meio…

Novos tempos

Isolamento social, muita gente em casa, a maioria com afazeres reduzidos, tudo somado às necessidades financeiras fez com que a atenção das pessoas se voltasse para o meio de comunicação com acesso mais compatível com o momento: a Internet. São centenas de webinares, lives e outros nomes tecnológicos, todos girando em torno de um único objetivo: não ser esquecido. Nada contra, afinal todos nos viramos como podemos, eu já me rendi aos cursos “on-line e ao vivo”, as dívidas não…

Uso de Drones (RPA) nas Inspeções de SPDA – Parte II

Quando o profissional acessa a cobertura de uma edificação pessoalmente, encontra uma visão limitada de seu perímetro. Ter acesso a todos os componentes da instalação pode ser uma tarefa difícil, com tempo e custos elevados e muitas vezes expõe o profissional a riscos. Mesmo assim, em alguns casos após a inspeção com drone  pode  ser  necessário  o acesso para a verificação de algum item específico ou direcionar uma manutenção. Nestas ocasiões pode-se utilizar o drone para realizar a análise de…