José Starosta

A revisão da NBR 5410 e a proteção adicional do neutro

A edição da NBR 5410/2004 (atualmente aplicável) considera algumas condições a serem aplicadas no dimensionamento do condutor neutro objetivando a preservação da integridade do mesmo, evitando possíveis sobrecargas devido à circulação eventual de correntes não previstas. O dimensionamento do neutro dependerá, naturalmente, da corrente prevista que circulará no condutor e esta corrente no neutro deverá levar em conta algumas situações de topologia da instalação dependendo, principalmente, se o circuito é trifásico ou monofásico e também os aspectos operacionais da carga….

A importância do ponto de conexão – parte 2

Na edição de outubro de 2017 apresentávamos algumas ponderações sobre a importância do ponto de conexão ou ponto de acoplamento comum entre as distribuidoras e os consumidores, sejam eles quais forem, desde residências até grandes indústrias, cada qual com as suas particularidades. O artigo está disponível no link:       https://www.osetoreletrico.com.br/importancia-do-ponto-de-conexao/. Um ano depois, vale a pena revisitar o assunto, uma vez que outros pontos devem ser reavaliados, além daqueles tratados no cumprimento dos limites e desafios com a geração distribuída na…

Fator de potência e distorção harmônica de corrente em LEDs

Nas colunas de março e abril de 2017(https://www.osetoreletrico.com.br/os-cuidados-com-qualidade-de-energia-e-os-leds-parte-i/) e (https://www.osetoreletrico.com.br/os-cuidados-com-qualidade-de-energia-e-os-leds-parte-2/), apresentávamos a preocupação dos impactos na qualidade de energia devido ao uso e aplicação dos LEDs em sistemas de iluminação. Baseado em aspectos históricos, foram então apresentados alguns paralelos comuns da implantação dos LEDs com a incorporação de novas tecnologias de sistemas de iluminação em épocas anteriores. Considerando a necessidade de complemento das matérias citadas, seguem comentários adicionais, baseado em análise de medições efetuadas em sistemas de iluminação com uso…

VAR e var – A medição da potência reativa (e as outras) em regime não senoidal – parte 2

Na edição anterior ilustramos a evolução dos conceitos, modelos e definições das potências ativas, reativas, aparentes e de distorção em regime não senoidal. Voltamos à IEEE 1459 com algumas outras definições e proposta de modelo de medição tomada em planta industrial com alto conteúdo harmônico de tensão e corrente. No anexo B da IEEE 1459 encontra-se a definição de potência ativa como: P=P1+PH P1 é a Potência ativa fundamental PH é a Potência ativa harmônica PH=Σ Ph (h≠1 As medições…

VAR e var – a medição da potência reativa

Nosso bom e velho “var” deu lugar à novidade tecnológica da copa da Rússia, o homônimo em letras maiúsculas “VAR” (Vídeo Assistant Referee) ou árbitro assistente de vídeo. Na prática, a tecnologia já tinha sido testada aqui no Brasil na final do campeonato paulista, agora falta ser oficializada. A diferença do novo VAR com o bom e velho “var”, além das grafias, é que o var (em minúsculo) foi definido pela comunidade científica pelos idos de 1930 por proposta do…

Os fatores das instalações

Durante as estimativas iniciais, etapas de planejamento e projeto, mesmo nas medições do comportamento de fontes e cargas em instalações elétricas, são definidos diversos fatores que constituem importantes variáveis do comportamento das cargas nas instalações. Estes fatores possuem diversas aplicações e podem ser úteis em aplicações em ações corretivas e modificações ou ainda servirem de referência em situações semelhantes em outros locais. Além de possuírem influências no custo e na qualidade da energia, também provocam impactos nas fontes de alimentação….

O caminho das correntes elétricas

Na edição 92, de outubro de 2013¹, abordávamos a importância do tratamento adequado entre os condutores de neutro e de proteção (PE) nas instalações elétricas. Na edição 124, de maio de 2016², comentávamos sobre a necessária detecção das correntes diferenciais nas instalações. Passado já algum tempo daquelas publicações, vale a pena ampliar um pouco mais a visão anterior. Algumas premissas são sempre válidas ontem, hoje e até quando os condutores elétricos possuírem suas impedâncias maiores que zero, seguem algumas: Condutores…

Queima de capacitores em sistemas antirressonantes

A especificação de sistemas de compensação de energia reativa antirressonantes é importante quando a carga a ser compensada é não linear e, por consequência, sua corrente possui componentes harmônicas. De uma forma geral, são especificados reatores a serem inseridos em série com os capacitores do sistema de compensação reativa de forma a não permitir que estes sistemas de compensação (LC) em conjunto com a rede de alimentação e carga não linear operem adequadamente sem a ocorrência da ressonância harmônica. Se…

Instalações industriais e compensação reativa – Quantos kvar seriam necessários?

Apesar de o tema já ter sido tratado anteriormente nesta coluna, sempre surgem questionamentos e o assunto merece ser sempre lembrado dada sua importância intrínseca associada diretamente com custos, não só de excedentes pagos de energia reativa às concessionárias distribuidoras de energia elétrica, mas outros relacionados aos aspectos técnicos e operacionais. Outros custos evitados pela correta compensação reativa são aqueles associados à redução de perdas elétricas, melhoria da qualidade da energia e do ajuste ideal de tensão nos barramentos das…

Eletrocussão no pré-carnaval e o bloquinho da insensatez

Às vésperas do Carnaval, quando a população se preparava para celebrar e brindar a boa situação do país, as boas perspectivas, a paz e a tranquilidade, a boa governança, sobretudo, a honestidade e transparência de seus gestores públicos, os bons propósitos de juízes generosos que abrem as celas para os inocentes da nação, surge uma grande bomba e esta tem a ver com o nosso quintal. Apesar da gravidade do caso aos nossos olhos técnicos, parece ser apenas mais um…