Cemig GT moderniza seu Centro de Controle usando a plataforma SAGE do Cepel

Cepel e Cemig GT firmaram contrato para a modernização completa do Centro de Operação do Sistema (COS) da companhia, uma das mais importantes empresas de transmissão e geração do Brasil. O objetivo da parceria é implantar a plataforma SAGE (Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia) para suportar a operação em tempo real de toda a rede de transmissão e as plantas de geração da empresa. A Cemig GT optou por essa solução, entre outras razões, pela maturidade da plataforma SAGE e pela expertise da equipe do Cepel em projetos de implantação de sistemas de supervisão e controle de grande porte, a exemplo dos sistemas do ONS, Chesf, Eletrosul, Eletronorte e CTEEP, entre muitos outros.

A empresa mineira conta, hoje, com um sistema de supervisão e controle desenvolvido internamente e que, embora atenda aos seus requisitos atuais de operação, demanda atualização para lidar com os desafios que se apresentam. Nos últimos meses, as equipes técnicas do Cepel e da Cemig GT conduziram uma análise detalhada de possíveis arquiteturas de integração, de modo a desenhar uma solução que permita uma migração suave entre as plataformas e garanta a continuidade da operação durante a transição.

Henrique Siqueira de Castro, gerente do Centro de Operação de Geração e Transmissão da Cemig, destaca que “a empresa atua permanentemente na busca pela melhoria dos serviços que presta à sociedade, com foco na segurança, eficiência operacional, qualidade e inovação tecnológica. Nesse sentido, a implantação do SAGE como ferramenta para a operação dos ativos de G&T está totalmente alinhada à estratégia da empresa e trará, sem dúvidas, excelentes resultados para ambas as partes.”

“A parceria que se estabelece entre a Cemig e o Cepel tem como premissa a permanente inovação, vocação de ambas as instituições, com a aplicação do estado da arte nas tecnologias de automação, digitalização e aplicações de inteligência artificial para pleno apoio à missão crítica de operação em tempo real de uma grande empresa. A arquitetura modular e flexível do SAGE já demonstrou ser capaz de suportar plenamente esses avanços para um sistema elétrico cada vez mais diverso, menos previsível e mais exigente”, ressalta Raul Sollero, diretor de P&D do Cepel.

De fato, o SAGE, utilizado há mais de 20 anos pelas empresas do Sistema Elétrico Brasileiro, tem como característica de projeto permitir a constante evolução. Esta característica possibilitará sua adaptação às necessidades da Cemig GT e também o porte de aplicativos específicos para a nova plataforma. A adoção do sistema do Cepel propiciará a modernização das ferramentas de operação, em particular das ferramentas de análise de redes em tempo real, além da introdução de um moderno simulador para treinamento de operadores – TopSim e a implantação de um centro de contingências totalmente sincronizado. “Estabeleceremos padrões para que a própria equipe da Cemig GT seja capaz de desenvolver e integrar novas aplicações ao sistema”, assinala Ayru Leal, chefe do Departamento de Automação de Sistemas do Cepel.

Outras funcionalidades

Além da supervisão e controle de todas as instalações da Cemig GT, o novo sistema contará com robusta plataforma EMS (Energy Management System), dedicada a determinar, monitorar e otimizar a condição operativa do sistema elétrico em tempo real. O módulo SAGE EMS dispõe de ferramentas para a análise da segurança operativa do sistema, bem como de ferramentas de otimização destinadas a auxiliar o usuário na tomada de decisões, sugerindo medidas corretivas e/ou preventivas. As mesmas funções também estão disponíveis aos usuários em modo de estudo, permitindo a simulação e/ou análise de uma condição operativa passada, corrente ou prevista.

Também será implantada sobre a nova plataforma a ferramenta de sequenciamento e automação de manobras do SAGE, que proporcionará grande agilidade à efetivação de manobras em geral e maior velocidade nos procedimentos de recomposição. Ainda serão incorporadas na solução diversas aplicações especificadas pela Cemig GT, como o sistema Preparação Automática de Subestações, o Controle Automático de Tensão, o Sistema de Monitoramento de Contingências e aplicativos para o Monitoramento da Geração, Programação Energética e Previsor de Cargas.

A previsão é de que a implantação seja concluída em 2021. Por tratar-se de uma substituição de sistema crítico, está sendo elaborado um plano de migração minucioso, que possibilitará uma transição suave, garantindo a continuidade da operação em tempo real durante todo o processo. Este trabalho será feito a quatro mãos, pelos engenheiros da Cemig GT e pela equipe de desenvolvedores do SAGE.
“Muito mais que um fornecimento de um sistema de supervisão e controle, estabeleceu-se uma parceria entre as empresas, onde a equipe técnica da Cemig GT participará ativamente do desenvolvimento do projeto”, conclui Ayru Leal.

Atualizado em 7 de junho de 2021 por

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico