Consumo de energia elétrica recua 2% em fevereiro, aponta CCEE

Atualizado em 7 de junho de 2021 por

Os segmentos de veículos, madeira, papel e celulose e extração de minerais metálicos foram os que apresentaram as maiores quedas dentro do Ambiente de Contratação Livre

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE registrou uma queda de 2,0% no consumo de energia de fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado. Entre os dias 1º e 29 do mês, o volume consumido chegou a 65.302 megawatts (MW) médios.

O Ambiente de Contratação Regulada – ACR apresentou retração de 3,8%, principalmente em decorrência da migração de consumidores para o Ambiente de Contratação Livre – ACL. Se for excluído o impacto das migrações, o ACR registraria diminuição de 1,8%. Já o ACL teve um crescimento de 2,3% no consumo. Eliminado o impacto da entrada de novos clientes, por outro lado, haveria uma queda de 2,6%.

Desconsiderando a migração, os segmentos que registraram as maiores quedas, entre autoprodutores, varejistas, e consumidores livres e especiais, foram: veículos (- 10,0%), madeira, papel e celulose (- 7,2%), e extração de minerais metálicos (- 6,2%). Em contrapartida, os mercados de saneamento (22,1%), comércio (13,82%) e transporte (9,44%) tiveram as maiores altas.

Geração também no período – A geração de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN) também apresentou diminuição no mês de fevereiro na comparação com o mesmo período de 2019. Com 69.259 MW médios, a produção registrou queda de 1,3% em relação aos 70.156 MW médios do ano passado.

Os dados constam do boletim InfoMercado Quinzenal, publicado no site da instituição (www.ccee.org.br).

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico