Desafios

A crise chegou e teremos de usar a nossa criatividade para não deixarmos a roda parar. O isolamento, cuidados pessoais e todos os aconselhamentos aos quais fomos bombardeados pela mídia e redes sociais para a contenção do COVID-19 nos remetem a uma porção de reflexões, mas a questão a ser tratada é a continuidade dos negócios.

Será que conseguiremos produzir minimamente para pelo menos mantermos nossas empresas vivas? Claro que a nossa própria sobrevivência física é a mais importante, mas não é a ela que estamos ora
tratando. O que nos espera é uma realidade pouco apresentada neste período de início da turbulência no Brasil (segunda semana de março). O que se estima apenas é uma redução do Produto Interno Bruto (PIB), além dos assombrosos resultados das bolsas e cotação do dólar.

Mas do ponto de vista prático, como manteremos nossos negócios operando, ou quem vai pagar as contas? A produção industrial não pode ser posta em prática com pessoal em “home office”; a indústria 4.0 em seu estágio atual não permite operações 100% automáticas, e talvez, nem seja seu propósito; caso possível, seria necessária uma transformação social tão rápida como a transmissão deste maldito corona.

Fato é que não dá para manter toda a turma da produção em home, uma vez que os sistemas de produção devem ser operados e, principalmente, mantidos. Outro ponto que merece a mesma importância se refere à própria cadeia da produção, os fornecedores nacionais ou não; capacidade de venda de produtos e serviços, desenvolvimento de mercado e outros.

Um tremendo emaranhado que merecerá a nossa atenção e criatividade inversamente proporcional à
distância dos postos de trabalho daqueles que desempenham suas atividades de seus lares. Não estamos em férias, não estamos em recesso; estamos nos protegendo e tentando produzir, buscando um final de 2020 que nos permita ainda um pouco de oxigênio puro, enquanto em Brasília, a turma se digladia por tudo e contra todos. Repetindo a pergunta: como pagaremos as nossas contas?

Atualizado em 17 de agosto de 2021 por Maria Elisa Vaiser

Fazer um comentário

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico