Eletricidade estática em atmosferas explosivas – Riscos, controle e mitigação – Parte 08/08
  1. Avaliação e mitigação dos riscos da eletricidade estática em equipamentos elétricos e mecânicos “Ex”: ABNT NBR ISO 80079 36

A norma técnica brasileira adotada ABNT NBR ISO 80079-36, relaciona 13 diferentes fontes possíveis de ignição em atmosferas explosivas, sendo a eletricidade estática uma delas. De acordo com aquela norma, as centelhas capazes de gerar ignições devido à eletricidade estática podem ocorrer em atmosferas explosivas sob determinadas condições.

O centelhamento de partes isoladas eletrostaticamente e carregadas pode facilmente levar a descargas  capazes  de causar uma ignição. Com partes eletrostaticamente carregadas fabricadas de materiais não condutivos (como a maioria dos plásticos), podem ocorrer descargas ramificadas. Em  alguns  casos específicos, durante  processos de separação rápida (como em  filmes  em movimento sobre roletes, correias transportadoras, operações com braços de carregamento e transferências de grandes quantidades de hidrocarbonetos) ou por combinação de materiais condutivos e não condutivos, é também possível a propagação de descargas ramificadas. Descargas propagantes podem ocorrer também em material a granel.

A norma ABNT NBR ISO 80079-36 apresenta em seus Anexo B (Explanação do procedimento de avaliação do  risco de ignição), Anexo C (Exemplos de avaliação de risco de ignição) e Anexo E (Considerações sobre utilização indevida que possa ser razoavelmente prevista durante o procedimento de avaliação de risco) procedimentos detalhados para a avaliação de equipamentos elétricos e mecânicos destinados a serem instalados em atmosferas explosivas com relação às suas fontes potenciais de ignição (incluindo a eletricidade estática), as quais necessitam ser devidamente mitigadas de forma a não se tornarem ativas.

A norma ABNT NBR ISO 80079-36 apresenta também  informações  sobre eletricidade estática em seus Anexo D (Ensaios de carregamento com materiais não condutivos) e Anexo F (Desenvolvimento de diferentes tipos de descargas eletrostáticas capazes de gerar ignição).

  1. Referências bibliográficas

ANP – Relatório de investigação do incidente de explosão ocorrido em 11/02/2015 no FPSO Cidade de São Mateus

Livro O ciclo total de vida das instalações em atmosferas explosivas, Paco Editorial

ABNT NBR IEC 60079-0: Atmosferas explosivas – Parte 0: Equipamentos – Requisitos gerais

ABNT NBR IEC 60079-7: Atmosferas explosivas – Parte 7: Proteção de equipamento por segurança aumentada “e” ABNT NBR IEC 60079-14: Atmosferas explosivas – Parte 14: Seleção de equipamentos e montagem de instalações elétricas

ABNT NBR IEC 60079-17: Atmosferas explosivas – Parte 17: Inspeção e manutenção de instalações elétricas ABNT NBR ISO 80079-36: Atmosferas explosivas – Parte 36: Equipamentos não elétricos para atmosferas explosivas – Métodos e requisitos básicos

IEC TS 60079-32-1: Atmosferas explosivas – Parte 32-1: Riscos eletrostáticos – Orientações

IEC 60079-32-2: Atmosferas explosivas – Parte 32-2: Riscos eletrostáticos – Ensaios

ABNT DIRETIVA 3: Adoção de documentos técnicos internacionais http://conexaodt.abnt.org.br/wp-content/uploads/2018/01/ABNTDIRETIVA3_2017.pdf

Subcomitê SCB 003:031 da ABNT/ CB-003 – Atmosferas explosivas http://cobei-sc-31-atmosferas-explosivas.blogspot.com

Atualizado em 28 de julho de 2021 por Simone Vaiser

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico