Energia Solar: Conheça os principais cuidados e vantagens das placas fotovoltaicas

Com perspectiva de contínuo crescimento do setor de energia solar no Brasil, engenheiro do Ibape/SP dá dicas para quem quer aderir à tendência

Seja por razões ligadas à sustentabilidade ou mesmo para fugir dos aumentos da conta de energia elétrica, o fato é que cada vez mais pessoas estão utilizando a energia solar. Esse movimento também está sendo impulsionado pelos melhores preços das placas fotovoltaicas encontrados no mercado. De acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), a instalação de sistemas de produção de energia solar nos telhados brasileiros triplicou em 2019 em relação ao ano anterior, chegando a 95,3 mil implementações.

Uma das principais razões desse crescimento é o financeiro. O potencial de economia de energia elétrica em uma residência pode chegar até 30% mensais sem placas solares, ou seja, dependendo do perfil dos moradores e das atitudes que estes têm para gastar menos eletricidade. Já com a tecnologia, a economia pode variar em média, de 50% a 70%. Outro benefício está relacionado à sustentabilidade. A radiação solar é um fenômeno natural não poluente e inesgotável.

Mas as características que fizeram a procura por este tipo de tecnologia aumentar também leva à necessidade de conhecimento sobre os cuidados para instalação e manutenção das placas. Confira dicas do engenheiro eletricista, Sergio Levin, que faz parte do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia, para um processo seguro:

Instalação

De acordo com o especialista, como o sistema fotovoltaico depende do sol, o Brasil é um país propício para esta tecnologia por conta da geografia, contudo, é preciso que as placas sejam colocadas no ângulo correto para aproveitarem ao máximo a luz natural. Além disso, a instalação errada da tecnologia pode causar diversos problemas, como o desabamento de telhados que não aguentam o peso das placas fotovoltaicas. Sendo assim, é recomendável a contratação de um engenheiro civil.

“O profissional deve considerar fatores como, por exemplo, o peso das placas que serão colocadas no telhado e se o tamanho do espaço é realmente adequado. Além disso, é preciso que ele analise o perfil dos moradores, ou seja, quantos eletrodomésticos possuem e a frequência que eles são utilizados, para, assim, calcular a quantidade de placas fotovoltaicas necessárias e, também, uma estimativa de retorno”, afirma Levin.

Depois do projeto feito, é necessária homologação de uma concessionária. Ainda de acordo com o engenheiro do Ibape/SP, esse processo é importante porque, apesar de muitas pessoas não saberem, se as placas fotovoltaicas forem mal instaladas, resultam em riscos para a segurança das pessoas e dos imóveis.

Manutenção

As placas fotovoltaicas duram, em média, 25 anos. Se a instalação for em um imóvel que tem um consumo médio mensal de 180 kWh, será necessária a instalação de cerca de cinco placas, o que já garante uma média de 55% a 60% de economia por mês. Além disso, o especialista indica que o retorno do dinheiro investido na tecnologia pode vir em poucos anos. Mas, para isso, é preciso que a manutenção dos equipamentos seja feita corretamente, o que garante que as placas continuem gerando bons resultados.

“As placas fotovoltaicas precisam ser limpas, em média, duas vezes por ano, retirando principalmente pó, galhos e folhas que podem se prender a elas. É importante que moradores fiquem de olho em caso de obras perto de casa devido à sujeira, assim como em chuvas fortes de granizo e outros impactos externos que podem danificar a tecnologia. A limpeza pode ser feita pelos próprios moradores ou por alguma empresa especializada, porém no caso de impacto externo, é essencial chamar um profissional habilitado para avaliar a situação das placas”, destaca Sergio.

A parte elétrica é fundamental na manutenção. É necessário acompanhar o desempenho do sistema e chamar a empresa responsável pela instalação para fazer uma verificação duas vezes por ano, no mínimo. De acordo com a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), o segmento deve gerar 120 mil novos empregos este ano, o que mostra como o mercado brasileiro vai abraçar cada vez mais essa tecnologia.

Sobre o Ibape/SP

O INSTITUTO BRASILEIRO DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE ENGENHARIA DE SÃO PAULO – (IBAPE/SP) – Filiado ao IBAPE – Entidade Federativa Nacional – órgão de classe formado por Engenheiros, Arquitetos e Empresas habilitadas que atuam na área das AVALIAÇÕES, PERÍCIAS DE ENGENHARIA, INSPEÇÕES PREDIAIS E PERÍCIAS AMBIENTAIS no Estado de São Paulo, fundado

em 15 de janeiro de 1979. Trata-se de entidade sem fins lucrativos com o objetivo congregar tais profissionais para intercâmbio e difusão de informações e avanços técnicos. Defende, ainda, interesses profissionais e morais dos seus associados e visa o aprimoramento profissional nas áreas afetas, realizando cursos, seminários, workshops, palestras, reuniões técnicas, livros, artigos e normas.

Atualizado em 7 de junho de 2021 por

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico