Equivalência entre lâmpadas: tudo o que você precisa saber

Abilumi orienta que ter um ambiente bem iluminado gastando menos energia elétrica possível deve ser o lema ao substituir uma lâmpada

 

Há um mito de que a evolução no segmento de iluminação com o advento do LED complicou a tarefa de comprar uma lâmpada, já que estávamos acostumados a utilizar os Watts (potência) como critério de escolha, quando o ideal é saber o quanto a lâmpada vai iluminar, gastando menos energia possível.

Para termos ideia, uma lâmpada incandescente de 60 W corresponde a uma fluorescente compacta de 15 W, que por sua vez equivale a uma LED de 9 W.

Mas tudo isso fica mais simples quando se compara a quantidade de Lúmen (lm) de cada lâmpada, que é a unidade de medida do fluxo luminoso emitido.

Todos os modelos citados no exemplo proporcionam fluxo luminoso semelhante, mas é justamente a menor potência que faz com que as LED tenham a melhor eficiência luminosa.

Para estimular essa mudança cultural no consumidor, a Abilumi (Associação Brasileira de Fabricantes e/ou Importadores de Produtos de Iluminação) lança uma nova campanha educativa, intitulada: “Equivalência entre lâmpadas: tudo o que você precisa saber”. O objetivo é informar o público para que adote o melhor critério na hora de adquirir um produto de iluminação.

 

Confira as dicas:

  • Watt (W) é a quantidade de energia que uma lâmpada consome, ou seja, não tem relação com a quantidade de luz que ela produzirá.

  • Lúmen (lm) é a quantidade de luz que sua lâmpada vai produzir. Este deve ser o critério mais importante ao adquirir o produto.

  • Hoje, com as novas tecnologias, uma quantidade de luz maior nem sempre está associada a uma maior potência consumida por uma lâmpada.

  • Ao comparar duas lâmpadas com a mesma potência, prefira a que oferecer mais lúmens. Você vai iluminar adequadamente seu ambiente, gastando menos.

  • Algumas embalagens de LED trazem as equivalências com as fluorescentes e incandescentes, usando o dado do fluxo luminoso (lm) para orientar o consumidor nas substituições.

  • Oriente sua escolha pelo fluxo luminoso adequado ao ambiente e não apenas pelo consumo, que no LED será sempre menor que o de outras tecnologias.

  • A incandescente de 60W corresponde à fluorescente compacta de 15W e a uma LED de 9W. Todas têm fluxo luminoso semelhante. A menor potência do LED é que faz com que tenha a melhor eficiência luminosa e o melhor retorno financeiro.

  • O rendimento luminoso indica quantos lúmens são produzidos a cada Watt de energia consumido. Quanto maior o valor, mais vantajosa é a lâmpada.

  • Hoje não faz mais sentido escolher a lâmpada pela potência (Watt), pois nem sempre uma lâmpada de maior potência ilumina mais que a de potência inferior.

  • Quando queremos iluminar uma área, o que interessa é o fluxo luminoso, ou a quantidade de luz emitida pela lâmpada, ou seja, a quantidade de lúmens (lm).

Atualizado em 7 de junho de 2021 por

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico