Hora de falar de novos modelos de negócios

Conforme tratei em meu último artigo, há uma revolução clara e evidente acontecendo no mundo da energia: estamos nos afastando das fontes poluentes e priorizando as renováveis de baixo ou baixíssimo impacto ambiental. No caso de energia eólica, especificamente, o Global Wind Energy Council (GWEC) acredita que, tanto em projetos onshore quanto offshore, a energia eólica é a chave para definir um futuro energético sustentável. E, no Brasil, o fato é que essa indústria segue de vento em popa. Estamos batendo recordes atrás de recordes, chegando a atender mais de 85% do Nordeste e seguimos instalando mais e mais parques. Há 10 anos, tínhamos pouco mais de 0,6GW instalados e estamos chegando neste segundo semestre de 2019 com 15,1GW de capacidade instalada em mais 600 parques e com 7.500 aerogeradores em operação.

Com todo esse crescimento, temos que nos perguntar: e quais são as próximas fronteiras do crescimento da energia eólica no Brasil? Pois é para começar a responder esta pergunta que a ABEEólica promoverá, no dia 30 de outubro, em São Paulo, a 8ª edição do Encontro de Negócios ABEEólica. O tema desta edição será “O setor energético em transformação e os novos modelos de negócios para a indústria eólica”.

O evento, realizado anualmente, reúne empresas da cadeia da indústria eólica, bancos, investidores, comercializadoras de energia, instituições ligadas ao setor e demais profissionais interessados no assunto. Neste ano, começaremos com uma palestra do presidente do Conselho de Administração da ABEEólica, Renato Volponi, que trará alguns dados sobre inovação e proporá uma série de questionamentos para os painéis discutirem ao longo do dia.

O primeiro painel da manhã abrirá as discussões com o tema “Modelos de Negócios em Tempos de Transformação do Setor de Energia no Brasil”. Neste painel, discutiremos o potencial disruptivo das baterias, o papel da informação para as empresas, financiamentos para novos modelos de negócios, a importância das startups e muito mais. Será um painel para unir temas diversos que precisam ser tratados em conjuntos e, provavelmente, terminaremos com mais perguntas do que respostas, o que é exatamente o objetivo de um evento que se propõe a discutir o futuro e suas inovações.

Na parte da tarde, discutiremos, com representantes de órgãos do governo, a modernização do setor elétrico, com a presença de profissionais da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e Ministério de Minas e Energia (MME). Na sequência, vamos discutir os “Efeitos multiplicadores da energia eólica no Brasil”, o que inclui falar de todos os impactos e benefícios sociais, econômicos e ambientais dos parques eólicos, especialmente para as comunidades em que estão instalados.

No Painel de Encerramento, discutiremos “Novas Fronteiras para o Setor Eólico Brasileiro”, momento de debater o desenvolvimento do Mercado livre, dos parques híbridos, das baterias, parques offshore, entre outros avanços. Assim como no primeiro painel, teremos um convidado de banco, para dar a visão do sistema financeiro sobre estes novos modelos de negócios e sua financiabilidade.

Como disse em meu artigo anterior e reitero, acredito que as resposta sobre quais são as novas fronteiras da energia eólica venha de novos modelos de negócios, como parques híbridos; do desenvolvimento das baterias, que evoluem rapidamente; da eólica offshore e da ampliação do mercado livre para eólica. Ter uma boa visão disso não significa, no entanto, que já saibamos tudo o que há para saber. Muito pelo contrário. Há uma série de questionamentos a serem feitos para que estas novas fronteiras possam ser vividas pelo setor de forma sustentável para os negócios, incorporando inovações cada vez mais necessárias para o desenvolvimento do setor energético, não apenas elétrico.

Atualizado em 7 de junho de 2021 por Flávia Lima

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico