Intertravamentos – Parte 2: Sistemas ou componentes com SF6

Prezado leitor, em continuidade à discussão da nossa última publicação, abordaremos, nesta coluna, sistemas, conjuntos ou partes de conjuntos isolados com gás. A pergunta que sempre se apresenta para estes sistemas é: se a pressão do gás dentro do cubículo, chave ou disjuntor cair abaixo do limite, existe ou deve existir intertravamento que impeça seu funcionamento? Vamos à norma!!

A norma IEC 62271-1 (referida na IEC 62271-200) define três tipos de sistemas de vedação para conjuntos preenchidos com gás, identificados conforme a seguir:

  1. sistema de pressão controlada (cláusula 6.6.2), definido  como sendo um volume que é reabastecido automaticamente a partir de um suprimento de gás comprimido externo ou interno, uma fonte de gás. Ainda naquela cláusula, temos duas notas transcritas a seguir: “são  exemplos de sistemas de pressão controlada disjuntores a sopro de ar ou mecanismos operacionais pneumáticos”; e de que “um volume pode consistir em vários compartimentos preenchidos com gás permanentemente conectados”;
  2. sistema fechado de pressão (cláusula 6.6.3), definido como sendo um volume que é reabastecido apenas periodicamente por conexão manual a uma fonte de gás externa, sendo um exemplo deste tipo de sistemas de pressão fechado um disjuntor em SF6 de pressão simples;
  3. sistema de pressão selado (cláusula 6.6.4), definido como sendo um volume para o qual nenhum gás adicional ou processamento de vácuo é necessário durante seu ciclo de vida esperado. São exemplos desse tipo de sistema os seccionadores em SF6 e cubículos do tipo RMU conhecidos como cubículos isolados integralmente em SF6 ou “integrais SF6”.

Entretanto, já a norma IEC 60694 (referida na IEC 62271-200) diz que apenas para sistemas fechados (portanto, tipo b) com pressões maiores que 0,2 bar, um sistema de monitoramento e intertravamento é obrigatório. “Os sistemas fechados de pressão preenchidos com gás comprimido para isolamento e/ou operação e tendo uma pressão funcional mínima para isolamento e/ou operação acima de 0,2 MPa (pressão absoluta), devem  ser  providos  de  dispositivos  de monitoramento de pressão (ou densidade), a serem continuamente, ou pelo menos periodicamente, verificados como parte do programa de manutenção, levando em consideração as normas IEC relevantes. Para equipamentos de manobra e controle tendo um  mínimo de pressão funcional não superior a 0,2 MPa (pressão absoluta), tal meio deve ser sujeito a acordo entre fabricante e usuário”.

Portanto, caro leitor, atenção na escolha de componentes e sistemas, mas, sobretudo, deve haver sincronia entre a escolha dos componentes e sistemas com o planejamento e controle dos métodos de manutenção preventiva de sua instalação.

Boa leitura!

Atualizado em 7 de junho de 2021 por Flávia Lima

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico