Sensores, indústria 4.0 e a segurança do trabalhador

Prezado leitor, o tema que gostaria de discutir hoje é o futuro do trabalhador de sistemas elétricos do século XXI, recheados de “indústria 4.0”.

A discussão começa com o fato de que o trabalhador, notadamente o eletricista de operação e manutenção industrial, quando do seu ofício, sempre está exposto a algum tipo de risco de origem elétrica e tudo aquilo que pode ser feito como medida de engenharia para eliminar ou mitigar estes riscos, vale a pena o custo. Ocorre que este mesmo benéfico impulso tecnológico tem gerado receio nos

trabalhadores, quanto à manutenção de seus empregos. Mas isso é realmente fato? Pensemos inicialmente nos benefícios, que passo a elencar alguns deles. Atualmente, o conceito de Indústria 4.0 aplicado aos conjuntos de manobra e comando, sejam eles de baixa ou de média tensão, tem recheado estes painéis de sensores. Estes dispositivos têm agregado muita inteligência na obtenção de dados muito relevantes, tais como temperatura de contatos e de dispositivos, umidade e ponto de orvalho dentro dos invólucros, pressão e temperatura de compartimentos preenchidos com gás ou

líquidos isolantes, correntes e tensões para as mais variadas aplicações, sensores de luz e poeira, redes de comando e controle, entre tantos outros.

Todas estas facilidades listadas trazem muitas informações que evitam a presença do operador diante do painel exposto ao risco, por exemplo, a medição de temperatura, “termografia”, com as portas abertas, que é evitada com o uso de sensores de temperatura wi-fi, monitoramento de correntes de cargas dia a dia, que podem indicar operação em sobrecarga destes equipamentos evitando acidentes, etc..

A estrela desta festa digital é o telecomando. Podemos monitorar e controlar o funcionamento de tudo pelas telas de dispositivos móveis ou computadores com poucos cliques ou toques. Essa acilidade tem a capacidade de tirar por completo a presença de operadores diante dos painéis, o que é, do ponto de vista da segurança, uma medida de engenharia NOTÁVEL.

Vendo a coisa por outro lado, faria sentido então que os profissionais começassem a temer o fechamento de vagas de emprego para profissionais da operação destas instalações por conta exatamente da mesma medida de engenharia que lhes garante segurança ao exercer seu trabalho? Discussão complexa! Aguardo sua manifestação a respeito desse assunto para intensificarmos as discussões sobre o tema.

Boa leitura!

Atualizado em 26 de julho de 2021 por Flávia Lima

Posts Relacionados

Fazer um comentário

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico