Um ano novo iluminado

Edição 95 – Dezembro de 2013
Por Juliana Iwashita

Mais um ano se passou e as energias se renovam com a entrada do ano novo. 2013 foi um ano de muitos acontecimentos positivos na área de iluminação. Dentre os principais podemos citar: o início da proibição da comercialização para o consumidor final das lâmpadas incandescentes convencionais com potência acima de 100 W; a publicação de diversas normas para produtos de Led, entre elas, normas de lâmpadas, módulos e controladores; a publicação da ABNT NBR ISO 8995-1 que substituiu a NBR 5413: Iluminância de interiores; e a publicação da tão esperada consulta pública com requisitos de desempenho e segurança de lâmpadas de Led e luminárias públicas.

Um fator comum para todos esses acontecimentos é que, direta ou indiretamente, eles impactam na questão da eficiência energética. O Brasil está mudando sua tecnologia de iluminação gradualmente para o Led. Tecnologias pouco eficientes estão deixando de ser produzidas e comercializadas e outras ganhando regulamentações.

2014 promete ser um ano de efetivação. A partir de julho deste ano, as lâmpadas de 75 W e 100 W não mais poderão ser comercializadas e as tão usadas lâmpadas de 60 W deverão parar de ser produzidas no Brasil.

Em 2014 também se aguarda a compulsoriedade da certificação de lâmpadas de base única e das luminárias públicas de Led, o que aumentará a garantia de um bom desempenho desses tipos de produtos e consequentemente maior confiabilidade para o consumidor final e as prefeituras. Essa mudança será muito benéfica, pois cobrirá uma lacuna que hoje considero a mais crítica para a tecnologia Led. Atualmente, é muito difícil o especificador ou o consumidor final ter uma garantia que o produto que está comprando é efetivamente bom e que realmente irá fornecer os dados das suas especificações técnicas, pois inexiste uma obrigatoriedade de testes e o desenvolvimento da tecnologia Led vem trazendo cada vez mais opções de marcas, modelos e novos fornecedores ao mercado. Com essa medida, o consumidor e o especificador terão parâmetros mais confiáveis para compra e especificação e as instalações terão produtos de maior qualidade.

A capacitação e a atualização técnica serão outro importante aspecto a ser considerado para quem trabalha com iluminação. A evolução rápida da tecnologia e as mudanças em regulamentações, como é o caso do Led exigem cada vez mais aquisição de conhecimentos específicos, seja para desenvolvimento, avaliação como também para quem vende e compra. Em 2014 espero poder auxiliá-los nessa necessidade e demanda crescente por informações seja através dessa coluna ou em nossos cursos e treinamentos in company.

Aguardem novidades, pois estamos preparando algumas surpresas para esse ano. Desejo a todos um ano novo de muita saúde, paz, felicidades e muita luz (eficiente) para seus projetos pessoais e profissionais!

Atualizado em 29 de julho de 2021 por Simone Vaiser

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico