Usina de Itaipu abre vertedouro para ajudar países vizinhos

Atualizado em 7 de junho de 2021 por

Com a cota acima de 219 metros do nível do mar, a binacional tem reservatório recuperado e vai escoar água. Decisão é um acordo entre chancelarias.

A  partir  de  segunda-feira  (18),  a  usina de Itaipu vai abrir seu vertedouro  numa  operação  de  ajuda  ao  Paraguai,  que sofre com a forte estiagem  e  precisa dar escoamento à safra de grãos do país. A medida, uma decisão  das  chancelarias brasileira e paraguaia referendada pelo Conselho de  Administração, também favorece a Argentina pelos mesmos motivos. Abaixo da  usina,  a jusante, o Rio Paraná está muito baixo, causando problemas de navegabilidade para os países vizinhos.

O  vertimento  inicial  previsto  deve durar 12 dias. De acordo com a usina,  não  haverá  prejuízo  para a produção de energia, já que a demanda solicitada à Itaipu continua baixa em função do desaquecimento da economia.

Há  mais de um mês, os governos brasileiro, paraguaio e argentino vêm negociando maior produção. Inicialmente, o reservatório da hidrelétrica não estava na sua cota normal, que é de 219 metros acima do nível do mar. Desde a  semana  passada,  o nível voltou a ser normalizado e está hoje em 219,27 metros.  Antes  da  abertura  do  vertedouro,  a  usina  já havia aumentado gradativamente a geração para atender os vizinhos argentinos.

Com  esse aumento, mais água que passava pelas turbinas, por volta de mil  metros  cúbicos por segundo a mais, já vinha contribuindo para mitigar os efeitos da estiagem logo abaixo da usina.

Neste  ano,  a  usina  de  Itaipu  gerou  28.224.362 MWh. Na produção acumulada  em  36  anos  de  operação,  chega  a 2.716.431.155 MWh, energia suficiente  para iluminar o mundo todo por 43 dias.  “É um período delicado que  requer  alinhamento  e  solidariedade  ao povo irmão paraguaio”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

A Itaipu Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional  é  líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido,  desde  1984,  2,7 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia  retomou  o  recorde  mundial  anual de geração de energia, com a marca  de  103.098.366 MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de  aproximadamente 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

Crédito: Alexandre Marchetti / Itaipu Binacional.

Posts Relacionados

Política de Privacidade
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.
O Setor Elétrico